terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Peça sobre o vazio existencial chega à Caixa Cultural Brasília
As histórias do cotidiano se entrelaçam e têm início em um breu. O deserto contemporâneo, a alma e a solidão ganham formas às luzes da ribalta. Após rodar o país, o premiado espetáculo Aqui Estamos com Milhares de Cães Vindos do Mar chega à Caixa Cultural Brasília (Setor Bancário Sul QD 4) em janeiro. A peça, da companhia paulistana Os Barulhentos, estará em cartaz de 24 a 26 do mês (quinta, sexta e sábado), às 19h; e no dia 27 (domingo), às 20h. A sessão de sábado contará com audiodescrição, visita sensorial guiada e será oferecida, especialmente, para as pessoas com deficiência visual. Ingressos: R$ 15 (meia-entrada). A peça não é recomendada para menores de 14 anos. O espetáculo tem patrocínio da CAIXA e do Governo Federal.




Dirigida por Rodrigo Spina, a produção é uma tragicomédia dividida em 14 cenas escritas pelo dramaturgo romeno Matéi Visniec. Aqui Estamos com Milhares Cães Vindos do Mar evidencia as relações superficiais do mundo atual. Entre um ir e vir dos personagens, eles criticam o vazio existencial em um cenário sem cores. 

“É comum ouvirmos do público a surpresa e a sensação de choque com a realidade do palco. É como assistir a um filme em preto e branco”, revela o diretor Rodrigo Spina. 

Em realce, o abismo social pelo qual caminham os personagens provoca uma reflexão inquietante. Estado versus cidadão e indivíduo versus sociedade são questionamentos expostos de maneira bem-humorada. “O palco é o espaço para fazer questionamentos e Matéi usa o teatro do absurdo para, de forma divertida, fazer refletir e pensar”, constata Spina.
Fotos: Valerie Mesquita
A produção conta ainda com uma cenografia realista, com elementos que compõem as variadas atmosferas do texto. 

Aqui Estamos Com Milhares de Cães Vindos do Mar venceu, em dezembro de 2015, o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA) como melhor espetáculo. A peça foi ainda premiada com a melhor direção pelo Prêmio Aplauso Brasil. O grupo Os Barulhentos conta com a parceria e o apoio do próprio autor Visniec. 

Acessibilidade 
A peça foi apresentada em 2016, em Campinas (SP), com serviço de audiodescrição.  Depois disto, o grupo passou a oferecer acesso às pessoas com deficiência visual. Segundo o diretor Rodrigo Spina, a experiência foi fundamental para a companhia, que já chegou a apresentar para 30 espectadores com deficiência em apenas um dia na Caixa Cultural de Curitiba.



Agora, Aqui Estamos com Milhares de Cães Vindos do Mar entrará em cartaz na Caixa Cultural Brasília também com a mesma iniciativa inclusiva e acessível no dia 26 de janeiro (sábado), às 19h. Antes da sessão, o público será convidado para uma visita sensorial guiada.  

“O fato do personagem condutor da trama ter deficiência visual nos inspirou como grupo a falar sobre o tema. Através da audiodescrição, pessoas com deficiência visual são capazes de vislumbrar o cenário, os figurinos, expressões faciais, linguagem corporal, entrada e saída de personagens em cena, bem como outros tipos de ação e detalhes que são importantes para a compreensão da obra” ressalta Spina.

Sobre o autor
Matéi Visniec nasceu na Romênia, em 1956, e desde pequeno encontrou na literatura um lugar dedicado à liberdade. Censurado durante o regime ditatorial romeno de Nicolae Ceausescu, suas peças só vieram a público a partir de seu autoexílio na França, em 1987, onde vive até hoje. Ter vivido sob um regime autoritário influenciou definitivamente a obra de Visniec. Ao unir sua arte com uma visão acurada da realidade, o autor capta o espírito de nosso tempo, identificando as feridas que compõem não apenas a sociedade, mas o ser humano contemporâneo. Não é surpresa constatar que o grupo de teatro Os Barulhentos tenha encontrado eco na temática do romeno. Vivendo em São Paulo, uma cidade com mais de 20 milhões de habitantes, a companhia identifica na grande metrópole a mesma solidão e os dramas nas relações humanas evidenciados por Visniec em seus textos.


Currículo do grupo Os Barulhentos 
O grupo Os Barulhentos iniciou seu trabalho de pesquisa em São Paulo em 2012, sob a direção artística de Rodrigo Spina. O primeiro espetáculo foi a comédia Muito Barulho por Nada, de William Shakespeare, com estreia em 2013. Em 2014, eles optaram pela investigação de um autor contemporâneo em oposição ao que se havia pesquisado anteriormente. O grupo encontra em Matéi Visniec uma reverberação de suas inquietudes artísticas, resultando no segundo trabalho da companhia, Aqui Estamos com Milhares de Cães Vindos do Mar, com estreia em 2015, após um ano de processo de criação. A partir de 2016, Os Barulhentos passa a integrar o projeto Diásporas, da Cia. Elevador de Teatro Panorâmico, contemplado pela Lei de Fomento ao Teatro da cidade de São Paulo. Com direção de Marcelo Lazzaratto, no primeiro semestre de 2017, o projeto estreia e realiza temporada regular no Sesc Pompéia, além de apresentações no Parque da Luz, Galeria Olido e diversos CEUs da cidade de São Paulo.

Incentivo à cultura
A CAIXA investiu mais de R$ 385 milhões em cultura nos últimos cinco anos. Em 2018, nas unidades da CAIXA Cultural em Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, está prevista a realização de 244 projetos de Artes Visuais, Cinema, Dança, Música, Teatro e Vivências. A CAIXA Cultural Brasília, inaugurada em 1980, foi o primeiro espaço cultural instituído pela CAIXA. Localizada na região central de Brasília, perto da estação Galeria do metrô e da rodoviária do Plano Piloto, possui cinco galerias, teatro, sala multimídia e Jardim das Esculturas. Em 2018, está prevista a realização de 60 projetos e o retorno do Programa Educativo CAIXA Gente Arteira. 

FICHA TÉCNICA 
Texto original: Matéi Visniec 
Adaptação: Os Barulhentos 
Direção: Rodrigo Spina
Elenco: Cadu Cardoso, Clara Rocha, Domitila Gonzalez, Elias Pintanel, Gustavo Pompiani, Lia Maria, Lucas Horita, Lucas Paranhos, Marina Campanatti, Murilo Zibetti 
Assistência de direção: Thalita Trevisani 
Produção: TSS Produções Artísticas e Jamburana Produções 
Assessoria de Imprensa: Baú Comunicação Integrada
Cenário: Moshe Motta
Figurino: Camila Fogaça 
Visagismo: Domitila Gonzalez
Sonoplastia: Rodrigo Spina e Maria Claudia Mesquita
Iluminação e operação de luz: Lui Seixas
Cenotécnico: Mateus Fiorentino

Serviço
[Teatro] Aqui Estamos Com Milhares de Cães Vindos do Mar
Local: CAIXA Cultural Brasília – Teatro da CAIXA (SBS Quadra 4 Lotes 3/4)
Data: 24 a 27 de janeiro de 2019
Horário: 20h (quinta a sábado) e 19h (domingo)
Ingressos: R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia-entrada para estudantes, professores, funcionários e clientes CAIXA, pessoas acima de 60 anos e doadores de item arrecadado no mês).
Bilheteria: de terça a sexta e domingo, das 13h às 21h, e sábado, das 9h às 21h. Contato: (61) 3206-6456
Duração: 110 minutos
Classificação: 14 anos
Capacidade: 406 lugares (8 para cadeirantes)
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Patrocínio: CAIXA e Governo Federal

Todos os conteúdos aqui publicados têm como objetivo a divulgação dos clientes da Baú Comunicação Integrada, portanto, podem ser reproduzidos em jornais impressos, sites, blogs, televisões, rádios e demais veículos de comunicação sem aviso. Pedimos, contudo, que creditem os fotógrafos ao usar as imagens de divulgação. Em caso de dúvidas, não hesite em entrar em contato conosco.

Clipping

A Baú Comunicação Integrada oferece aos seus clientes no final do contrato um clipping. Podemos dizer que o clipping é um processo que consiste no monitoramento constante de matérias jornalísticas, para que sejam coletadas aquelas que fazem menção a uma determinada empresa. Com essas informações devidamente organizadas, é possível elaborar relatórios que auxiliam a empresa a disseminar informações de forma mais planejada, além de serem fundamentais para toda a gestão da informação. Atualmente, as empresas que oferecem esse serviço disponibilizam uma ampla cobertura que pode ir desde os sites e jornais impressos até as rádios e os canais de televisão, isso sem contar no monitoramento de opiniões dos leitores nessas mídias. Dessa forma, é possível que a empresa tome conhecimento de qualquer tipo de veiculação relacionada a ela e acompanhe o desempenho das ações de seu assessor. Fonte: Vinicius Santos, do Dino Blog



Contato
Clara Camarano e Michel Toronaga
61 4101 - 1828 / 1857
Brasília - DF