segunda-feira, 18 de setembro de 2017

No set de filmagem
Nas mãos do diretor Diego de Leon (34), a obra tomará uma nova forma no teatro. A montagem imersiva, que faz jus ao horror, será representada por atores brasilienses, que vão reviver cenas que viraram ícones do cinema. A exemplo, o famoso assassinato no chuveiro. A montagem mostra os bastidores de um filme estrelado pelo fictício grupo teatral Os Beatniks. “Os Beatniks tem uma viés experimental. Tanto que escolhemos um hostel onde a plateia e os próprios hóspedes vão poder, ou não, assistir ao espetáculo e ainda se sentir à vontade para andar e beber. E como é a tentativa de um grupo de teatro fazer um filme, nada melhor que filmar numa hospedaria de verdade da cidade”, destaca o diretor e ator Diego de Leon.
 
Foto: Thiago Sabino
No meio de um motel, um diretor dirige quatro atores que rodam o filme Psicose. O motel aqui é definido com o seu conceito primordial nos Estados Unidos. Um ambiente por onde as pessoas passam para se hospedar ou apenas dormir por uma noite. O hostel representa exatamente este cenário que, junto com os objetos cênicos e arquétipos dos personagens, dão o tom ao suspense “ácido-pop-chapolinesco” do espetáculo. A definição é do próprio diretor Diego de Leon que, na peça, também dirige seus atores na pele de Fred, um obcecado e alucinado cineasta. Ele corrige e interrompe o elenco quando eles erram, exageram ou saem do tom que almeja. 


O roteiro, além de fazer uma alusão ao set de filmagem do filme Psicose, abusa e usa da música pop e contextualiza-se ao século 21. O clima ácido se junta ainda com a liberdade do público de se levantar, sair, entrar de novo para assistir e ainda poder comprar bebidas no Hostel 7.

Serviço:
Os Beatniks em Psicose
De 9 de setembro a 1º de outubro
Aos sábados e domingos, às 20h
Local: Hostel 7 (SCLRN 708, Bloco I Loja 20)
Ingressos: R$ 20 (meia) e R$40 (inteira)
Informações: 3033-7707
Não recomendado para os menores de 18 anos

Todos os conteúdos aqui publicados têm como objetivo a divulgação dos clientes da Baú Comunicação Integrada, portanto, podem ser reproduzidos em jornais impressos, sites, blogs, televisões, rádios e demais veículos de comunicação sem aviso. Pedimos, contudo, que creditem os fotógrafos ao usar as imagens de divulgação. Em caso de dúvidas, não hesite em entrar em contato conosco.

Clipping

A Baú Comunicação Integrada oferece aos seus clientes no final do contrato um clipping. Podemos dizer que o clipping é um processo que consiste no monitoramento constante de matérias jornalísticas, para que sejam coletadas aquelas que fazem menção a uma determinada empresa. Com essas informações devidamente organizadas, é possível elaborar relatórios que auxiliam a empresa a disseminar informações de forma mais planejada, além de serem fundamentais para toda a gestão da informação. Atualmente, as empresas que oferecem esse serviço disponibilizam uma ampla cobertura que pode ir desde os sites e jornais impressos até as rádios e os canais de televisão, isso sem contar no monitoramento de opiniões dos leitores nessas mídias. Dessa forma, é possível que a empresa tome conhecimento de qualquer tipo de veiculação relacionada a ela e acompanhe o desempenho das ações de seu assessor. Fonte: Vinicius Santos, do Dino Blog



Contato
Clara Camarano e Michel Toronaga
61 4101 - 1828 / 1857
Brasília - DF