quinta-feira, 22 de junho de 2017

Versos sérios, acessíveis e nada avexados

“É direito, não é mimimi. O patrão tem que admitir. Bato ponto em ponto, não aceito salário com desconto. De olho na aposentadoria para seu salário não virar mixaria”. Estes versos rimados, tão atuais para o momento de crise que assola o Brasil e seus trabalhadores, ganham cores e acessibilidade nas letras rimadas de Onã Silva. Em 120 páginas e 20 cordéis, o novo livro da escritora Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô fala de aposentadoria, deveres, salários, carga horária excessiva, saúde ocupacional, adoecimentos.
Estes temas baseados nas leis trabalhistas de difíceis interpretações viraram versos de cordel  nos lápis e canetas da poetisa que, com leveza, chega ao público para mostrar os seus direitos sem complicações. A autora visa esclarecer para o leitor trabalhador os problemas graves que os acometem diariamente nos ambientes de trabalho. Não à toa, o termo “burnô” (grafia usada para fins de cordel) vem da Síndrome de Burnout, doença advinda do estresse crônico no trabalho.



Também enfermeira, a escritora aborda esse esgotamento que afeta diretamente à saúde. “Fiquei por um bom tempo pesquisando as leis trabalhistas e quis ressignificá-las por meio do cordel. Todos nós, trabalhadores, devemos estar atentos à nossa saúde psíquica e física”, pontua Onã.
O direito à greve, à aposentadoria, à luta pela melhoria das condições de trabalho são assuntos que recheiam o livro. Visse que as temáticas não faltam? A obra ganhou também versões em áudio e braile para ampliar o acesso.

Serviço
Onã Silva, A Poetisa do Cuidar na 33ª edição da Feira do Livro de Brasília
Local: Pátio Brasil Shopping (Setor Comercial Sul)
De 16 a 25 de junho
Lançamentos e tarde de autógrafos:Lançódromo – espaço de lançamento de livros
Cordel do Trabalhador: do Labor Até o Burnô– 24 de junho (sábado), às 18h, com recitações e presença de atores
Classificação livre

Mais informações: www.onasilva.com.br

Todos os conteúdos aqui publicados têm como objetivo a divulgação dos clientes da Baú Comunicação Integrada, portanto, podem ser reproduzidos em jornais impressos, sites, blogs, televisões, rádios e demais veículos de comunicação sem aviso. Pedimos, contudo, que creditem os fotógrafos ao usar as imagens de divulgação. Em caso de dúvidas, não hesite em entrar em contato conosco.

Clipping

A Baú Comunicação Integrada oferece aos seus clientes no final do contrato um clipping. Podemos dizer que o clipping é um processo que consiste no monitoramento constante de matérias jornalísticas, para que sejam coletadas aquelas que fazem menção a uma determinada empresa. Com essas informações devidamente organizadas, é possível elaborar relatórios que auxiliam a empresa a disseminar informações de forma mais planejada, além de serem fundamentais para toda a gestão da informação. Atualmente, as empresas que oferecem esse serviço disponibilizam uma ampla cobertura que pode ir desde os sites e jornais impressos até as rádios e os canais de televisão, isso sem contar no monitoramento de opiniões dos leitores nessas mídias. Dessa forma, é possível que a empresa tome conhecimento de qualquer tipo de veiculação relacionada a ela e acompanhe o desempenho das ações de seu assessor. Fonte: Vinicius Santos, do Dino Blog



Contato
Clara Camarano e Michel Toronaga
61 4101 - 1828 / 1857
Brasília - DF